PITTER LUCENA

Jornalista acreano radicado em Brasília

Minha foto
Nome:
Local: Brasília, Distrito Federal, Brazil
PageRank

segunda-feira, dezembro 03, 2007

GREVE DE FOME NA BOLÍVIA

Mais manifestações estão previstas pelo Comitê Cívico de Pando, na cidade de Cobija. As pontes que ligam o Acre aquele país devem ser novamente fechadas.

Líderes da oposição da Bolívia deram início a uma greve de fome nesta segunda-feira, 3, em ato de protesto contra o presidente Evo Morales, segundo o jornal La Razón. Cerca de 54 manifestantes, na rica região de Santa Cruz e outras localidades , como Tarija, Beni e Pando inauguraram uma semana de protestos, greves de fome e marchas por todo o país. Sucre e Cochabamba ainda analisam a possibilidade na filiação ao bloco oposicionista.

A Bolívia é palco de confrontos violentos desde que a nova Constituição foi aprovada dentro de um quartel e sem a presença da oposição. Defesa da democracia, oposição ao corte do orçamento das prefeituras para financiar a lei que dará um bônus aos idosos do país e ainda a repressão em Sucre e Pando são as pontas da lança do movimento cívico que começa esta semana.

O presidente do comitê cívico de Tarija, Reynaldo Bayar, informou que o primeiro piquete será instalado nas dependências do Departamento de Tarija. Durante a semana, se formarão outros grupos grevistas pelas províncias do departamento. Leia mais: http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo

Clima tenso em Cobija

Começa a ficar tenso o clima entre manifestantes e a Força Nacional Boliviana em Cobija - cidade vizinha ao município acreano de Brasiléia, na fronteira do Brasil com a Bolívia. As últimas informações dão conta de que seis policiais integrantes do grupo enviado à cidade para reprimir os protestos contra o presidente Evo Morales foram capturados pelos rebeldes.

Circulam informações na cidade de que os policiais seriam utilizados como moeda de troca. A idéia dos líderes do movimento é trocá-los pelos estudantes que foram presos na manhã de sexta-feira (30).

O vice-presidente da Bolívia, Álvaro García Linera, disse em rede nacional que, os acontecimentos em Cobija são considerados "atentados contra a democracia". O comércio no centro de Cobija está fechado por conta das manifestações. Vários policiais e civis se encontram feridos.

A última manifestação, ocorrida na tarde do dia 30, reuniu cerca de três mil pessoas no centro da cidade, e procedeu de forma pacífica. Ao contrário do que aconteceu na manhã do mesmo dia quando a policia apareceu.

Com informações do site O Alto Acre

Marcadores: ,

1 Comments:

Blogger Lucinha said...

Pitter,
O Evo precisa se afastar das políticas de Hugo Chaves se quiser fazer algma coisa séria e social.

12:03 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

FOTOS PITTER LUCENA