PITTER LUCENA

Jornalista acreano radicado em Brasília

Minha foto
Nome:
Local: Brasília, Distrito Federal, Brazil
PageRank

quarta-feira, março 31, 2010

PAPO DE BOTECO

Cheguem mais perto amigos do Boteco, vamos levar um papo leve, puro papo de boteco daqueles que até o diabo gosta... Tenho muito a contar, mas ficarei ouvindo para não embaralhar o entendimento. Puxa a cadeira, cumpadi, pede mais uma para a rapaziada que a conversa começa a esquentar e, com certeza, o resto da noite e o nascer do dia nos farão belas companhias, à altura das meninas que nos abrilhantam, liberdade, igualdade e fraternidade rolam soltas até o sol raiar.

Conversa de boteco é assim, leve e transparente para que ninguém tenha dúvidas do assunto em pauta, afinal os filhos da pauta sabem muito bem o que é desembrutecer o espírito depois de um dia intenso de trabalho. Vamos que vamos e o tira-gosto é de quê? Seja do que for manda logo uma porção que saco vazio não fica em pé e beber com o bucho vazio dizem, não faz bem à saúde. Grande novidade. Nunca nessa história, água que passarinho não bebe vem acompanhada de um farto prato de comida.

Tem cigarro ai? O meu acabou agora a pouco, também pudera queimo mais de um maço por dia. O médico já disse para acabar com esse vício nojento, pois segundo ele, quem fuma morre lentamente. Que boa notícia, não? Não tenho nenhuma pressa de morrer, então deixe "o morte lenta" fazer seu santo ofício de levar os viciados para comer capim pela raiz. Desce mais uma cachacinha daquelas de pote e não esquece do limão e sal. Se não tiver limão pode ser carambola, caju, qualquer coisa desde que seja com sal.

Calma ai gente que vou ai atrás tirar a água do joelho por que ninguém é de ferro, mas volto logo, ou seja, vou-me logo e volto já, para não dizer vou-me já e volto logo. Tem alguém ali no canto do boteco olhando muito para as nossas meninas. Fiquemos de olho aberto no tal sujeito, não que sejamos ciumentos, mas nossas irmãzinhas de prosa, verso e poesia são nossas companheiras e devemos manter a tradição: nenhum marmanjo encosta senão dá confusão. Pedrão filosofa com o Cícero, a Zenaide, a Aracéli, a Márcia e a Christi 'tão rindo muito, vai ver tirando uma com a nossa cara... Nóis merece! Não! É que o Caião e o Jorge T-Rex 'tão falando de política... ou de muié... O Rezende olha e suspira apaixonado pro chopinho novo, deixa a dona da coleira saber...

O Milton e o Miranda estão demorando prá burro. Devem estar presos no trânsito, mas logo darão o ar da graça para completar a alegria na galera. Cheiro de bebidas misturadas e cigarros variados cadencia o ambiente perfeito de um grande encontro. Mais uma rodada - "Essa é por conta da casa!" - grita o dono do boteco, um camarada sistemático. Na passagem pela mesa me comentou: sustentar a galera com cerveja é pior do criar cavalo com biscoito. N'é isso não, amigo. São apenas momentos de pura emoção de um encontro de amigos para não dizer família das letras, sentimentos e libertação espiritual.

Vamos fazer o seguinte: para começar a rumar para casa devemos pedir, cada um, a saideira. Isso por que depois da saideira tem a derradeira, expulsadeira e pé na bunda. Então para tentar acabar a conversa traz mais outra ai e uns torresminho pro povo! Marrapaiz... Valei-me, Cana Santa! - chegaram o Milton e o Miranda...

Moçada: começa tudo outra vez...

1 Comments:

Blogger Márcio Chocorosqui said...

Golpe fulminante: o Bar do Bigode fechou! E agora? Vamos achar outro boteco. Mas está difícil substituí-lo à altura.
Você, por outro lado, deve ter vários botecos aí em Brasília.
Abraços e... quando voltar à terrinha, vamos tomar uma?

2:20 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

FOTOS PITTER LUCENA