PITTER LUCENA

Jornalista acreano radicado em Brasília

Minha foto
Nome:
Local: Brasília, Distrito Federal, Brazil
PageRank

quinta-feira, julho 13, 2006

INTERNACIONALIZAÇÃO DA AMAZÔNIA - III

O PT no Acre e sua importância para o projeto imperialista na Amazônia
Segundo a professora, o governo do PT resultou de uma aliança com o PSDB de Fernando Henrique Cardoso, aliança que atende a interesses estratégicos que estão em jogo envolvendo principalmente os ianques. As reservas extrativistas foram um passo importante para a definição de áreas de terras que serão utilizadas posteriormente de acordo com os interesses dos monopólios, principalmente norte-americanos. Essas áreas são administradas por uma diminuta população, normalmente de ex-seringueiros que conhecem boa parte dos recursos existentes nessas áreas, insumos importantes para as indústrias farmacêuticas e correlatas.

Para Nazira Camely, as reservas extrativistas cumprem vários papéis. Elas garantem recursos para uso futuro, dos monopólios; produzem no lugar de alimentos para as populações camponesas produtos exóticos para os mercados dos países imperialistas; cria no campo uma população que não tem identidade com os camponeses de outras regiões e sim com os interesses mediatos dos imperialistas.

“O Governo do PT no Acre, dentro da política imperialista sintetiza suas ações e projetos estratégicos em uma palavra: Florestania, ou seja, segundo ele, uso racional da floresta com cidadania, o uso de recursos da floresta principalmente madeireiros é a grande investida, onde entre outros objetivos, é fornecer para as grandes corporações tecnologias “sustentáveis” de exploração madeireira. O conjunto de técnicas dita sustentável são soluções tecnológicas para as grandes propriedades ou grandes explorações”, diz.

A professora da UFAC afirma que há mais de 10 anos um consórcio dirigido por uma organização de compradores de madeira, sediado no Japão – ITTO – desenvolve experimentos de “manejo” florestal no Acre. O principal agente de tais projetos é o secretário de Planejamento do Governo do Acre, representante dos interesses imperialistas na Amazônia. O ex-governador do Amapá, João Capiberipe, guerrilheiro arrependido, seguiu o mesmo caminho do governador do Acre, aliás, com maior sucesso e visibilidade na mídia, elogiado por todas as agências do imperialismo.

Entre os planos do governo do Acre está a ampliação do território do Estado do Acre, mais áreas de terras onde possa desenvolver seus projetos de interesse dos EUA. Trata-se de algo que não é simples visto os interesses do governo do Estado do Amazonas em manter suas rotas do tráfico de drogas.

Outros projetos estão sendo desenvolvidos na região onde o governo do PT cumpre um papel de gerente, capataz ou mero executor como, por exemplo, os “estudos científicos” financiados pela NASA com participação do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais do Brasil, que busca estudar em várias dimensões (clima, solos, água etc.) toda a Amazônia, não só a brasileira. “Todas essas cooperações entreguistas são na verdade segredos de Estado, elementos que servirão para futuras políticas de ocupação do território amazônico”, conclui.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

FOTOS PITTER LUCENA